fbpx

Seu cliente detestou o que você fez, e agora?

Seu cliente detestou o que você fez, e agora?

Geralmente, estamos contentes e satisfeitos ao entregar um projeto, afinal aquele resultado é reflexo de muita dedicação, pesquisa e tempo e da nossa parte. Por isso, quando o feedback em relação ao trabalho é negativo, é normal se sentir um pouco frustrado.

Mas esse sentimento pode criar problemas maiores. Muitas vezes, um feedback negativo acaba te levando questionamentos internos sobre sua competência e criatividade, gerando mais autocobrança quanto ao seu esforço, e, por esse acúmulo de sensações negativas, você acaba criando uma atmosfera ruim em relação a esse cliente – ou passa a ter medo e ansiedade em relação aos feedbacks.

Antes de qualquer coisa, é importante estar consciente dessa possibilidade e não levar nada para o lado pessoal. O mercado é formado por opiniões diferentes e nem todos têm o mesmo gosto estético, por exemplo.
 

Porém, vale a pena avaliar as críticas e tentar ampliar o entendimento de um feedback específico. Veja como:

01

Explique seu trabalho

Nós sabemos bem que o resultado de um trabalho é só uma parcela dele. Por trás daquilo que é apresentado, há horas de planejamento criativo, desenvolvimento, produção… Todas essas etapas, juntas, constroem o conceito daquele projeto e agregam à entrega final.

Por isso, busque explicar ao seu cliente cada detalhe do que está sendo oferecido. Faça-o enxergar e entender seu processo criativo, as técnicas usadas, as referências e tudo o que contribuiu para que você chegasse naquilo que ele recebeu. Uma visão mais ampla do processo de criação pode abrir a cabeça de seu cliente e fazê-lo entender o projeto através de outras perspectivas.
 

02

Entenda os motivos de ele não ter gostado

Se mesmo após suas explicações, o feedback ainda for negativo, é importante saber ouvir seu cliente para entender o que, exatamente, não funcionou para ele no seu trabalho.

Repasse o briefing, faça perguntas, dê novas possibilidades e tenha certeza de que tudo ficou claro para que você possa apresentar novas propostas.
 

03

(Re)faça o briefing junto ao cliente

Se você perceber que o feedback do cliente difere muito do trabalho entregue por você, talvez seja o caso de refazer o briefing.

Certifique-se, inclusive, de fazê-lo em duas mãos, junto ao cliente. Ouça, entenda anote… Mas dê suas opiniões, explique conceitos e, se, pela sua experiência, você sabe que algo solicitado pode não ter um resultado tão interessante, é melhor pontuar já nesse momento, para evitar possíveis conflitos na próxima entrega.

Lembrando que este caso vale, apenas, para trabalhos desenvolvidos a curto e médio prazo, que dependem, única e exclusivamente da execução do briefing. No caso de fotógrafos, por exemplo, em que o resultado final depende, também, de um evento exclusivo de produção, é fundamental que o briefing inicial seja muito bem desenhado e todas as referências e ideias sejam apresentadas previamente para que não haja qualquer mal-entendido no futuro.
 

04

Extra: Entenda seu perfil!

Embora feedbacks negativos sejam etapas normais de trabalhos criativos, é importante observá-los a longo prazo. Se você os recebe com muita frequência, se as entregas diferem muito do que for pedido, ou se existe sempre um mesmo cliente com quem você tem problemas ao apresentar o resultado, pode ser que ele não seja o cliente ideal para você.

Isso mesmo! Seu trabalho possui um conceito criativo, um processo de produção específico, e é pensado para um determinado tipo de público. Assim como há produtos e serviços com os quais você não se identifica como cliente, seu trabalho pode gerar identificação com certos clientes, também.

Entender seu perfil não é dispensar clientes, mas sim economizar tempo e dedicação para chegar com mais assertividade no seu público ideal.
 
É claro que receber um feedback negativo, como o próprio nome sugere, não é lá tão bom. Por isso, sempre que se deparar com eles, pare, respire e tente observar suas reações relacionando-as com o passo a passo acima.

Como você costuma lidar com feedbacks negativos? Você já abriu mão de clientes que não correspondiam ao seu perfil? Compartilhe suas experiências!

compartilhe:


Entre na conversa!

Deixe seu comentário ▽

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *