fbpx

Quero criar minha marca: por onde começar?

Quero criar minha marca: por onde começar?

Se você já percebeu que precisa refazer ou criar a sua marca, fica aqui que você vai aprender com quem faz isso em tempo integral 🙂

Quando o assunto é Branding, esquece aquela história de não julgar um livro pela capa,
o visual de uma marca impacta diretamente na percepção e sucesso de um negócio. Isso não significa, simplesmente, um design refinado – ou caro – com o estilo que está na moda, mas sim uma identidade que amarre e transmita seu conceito, seus gostos e seus valores.

Hoje em dia, existem diversos sites e aplicativos que prometem a criação de logotipos e kits corporativos em questão de segundos por um preço simbólico ou, muitas vezes, de forma gratuita. Porém, vale lembrar que sua marca é como sua segunda impressão digital. Embora nada seja definitivo – se nós mudamos tanto com o passar dos anos, é normal que seu negócio acompanhe o processo e exija um “rebranding” no futuro -, ela será a assinatura do seu sonho por um bom tempo e te acompanhará durante a trajetória da sua empresa. Por isso, vale a pena dedicar atenção (e uma parte do orçamento) a ela.

Pensando nisso, separamos 4 passos que devem ser considerados no processo de criação da sua identidade visual. Tome nota:

 

01

Contrate um profissional com quem você se identifica

Durante toda a trajetória do seu negócio, é fundamental que você busque relações com quem você se identifica, seja clientes, parceiros ou prestadores de serviço. E esse conceito deve começar pela criação da sua marca.
Como já falamos, fuja das ferramentas que prometem logos genéricos (e, muitas vezes, super repetidos). Entregue o desenvolvimento da sua identidade a um profissional em que você confie, conheça o trabalho e, principalmente, que tenha a ver com seu estilo.
Além disso, é importante que você se sinta à vontade para expressar seus gostos e sua opinião, para que o resultado final seja exatamente como você imaginou.
 

02

Não faça ser sobre a sua atividade

Sua marca não é sobre a sua atividade ou suas ferramentas. Mas sim sobre você. Não é preciso deixar claro no seu logotipo de que se trata o serviço ou produto: eles virão com o contexto e com a sua estratégia de comunicação. Por isso, não se prenda no objetivo de mostrar sua atividade, mas seja criativo, busque elementos que tenham a ver com você e com a história que você deseja contar através do seu trabalho.
 

03

Pense no que você quer que as pessoas sintam ao entrar em contato com sua marca

Antes de vender seu produto, venda mensagens, experiências e, principalmente, sentimentos. E faça com que eles estejam impressos na sua marca. O design é importante, mas o conceito por trás dele é o que conta mais. O que você deseja transmitir para o seu cliente? Como você gostaria que ele se sentisse ao entrar em contato com você, e, consequentemente, com a sua marca?
Sua identidade é reponsável pela primeira impressão que o público terá sobre seu negócio, por isso, comece a experiência e o impacto positivo em seu cliente através dela.
 

04

Escolha um design que combine com a sua essência

O design da sua marca pode ser moderno, com as cores de tendência, desenvolvido por um profissional super premiado no ramo. Mas de nada adianta se ele não combinar com você. Como já dissemos, o seu estilo, seus valores e a sua identidade devem ser os primeiros pontos a serem considerados no desenvolvimento da sua marca, e isso inclui a escolha de cores, tipografias, elementos gráficos, etc.

Não busque referências nos logotipos de concorrentes, mas sim nas marcas com que você se identifica e que te transmitem mensagens e experiências positivas, ainda que dentro de um segmento diferente do seu. O trabalho do designer responsável pela criação não é copiá-las, mas sim entender, através delas, um pouco mais sobre o seu estilo e o conceito por trás do que será criado.

Quanto mais relacionada aos seus valores e sentimentos, mais verdadeira e coerente será sua marca, e, assim, maiores são as chances de atrair o público ideal, que compartilha as mesmas ideias e cria uma afinidade com o seu negócio.

Você se identifica com a sua marca? Conte para nós como foi o processo de criação!

compartilhe:



Um comentário em “Quero criar minha marca: por onde começar?

Entre na conversa!

Deixe seu comentário ▽

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *