fbpx

5 regras de ouro para empreender com afeto

5 regras de ouro para empreender com afeto

Se você é empreendedor – e novo por aqui – pode ser que você fuja só de ler a palavra “regras” associadas ao empreendedorismo. São tantas! Um milhão de métodos, etapas, planos longos e cansativos que trazem a sensação de que o seu projeto nunca, de fato, vai sair do forno.

Mas se você já conhece o Empreender com Afeto, sabe que empreendedorismo não precisa ser quadrado. Fazer o que ama não tem que ser chato, tirar seu equilíbrio e comprometer sua paz interior. Muito pelo contrário: empreender deve significar trabalhar por um propósito – o seu! – e, consequentemente, fazer as pazes com todos os departamentos da sua vida.

Mas, sim, quem empreende com afeto também deve seguir algumas regras. A diferença é que elas são menos focadas em números, metas e desafios impossíveis, e mais focadas no bom funcionamento da peça principal da sua empresa: você.

 

Separamos abaixo cinco regras de ouro para quem deseja empreender com amor, com propósito… e com afeto. Tome nota:

 

01

Faça o que você ama

Parece fácil falar, mas muita gente ainda tem dificuldade em associar um hobby a um produto ou serviço de valor no mercado. É difícil acreditar, mas o core business da sua empresa deve ser algo que você ama fazer e faria até de graça (mas nunca o faça!).

Mas, embora uma paixão virando trabalho pareça um sonho, é aí que fica ainda mais fácil ser sugado pela vida profissional. Isso porque quando você faz algo que te dá prazer, você dificilmente sente necessidade de parar, relaxar ou “tirar um tempo para você”.

Por isso, por mais deliciosa que seja a sensação se ser apaixonado pela sua fonte de renda, é primordial saber equilibrar seu tempo e suas atividades de forma que você consiga, sim, ter valiosos períodos cem por cento dedicados ao seu bem-estar, sem pensar em trabalho!

Faça atividades físicas para aquecer seu corpo, leia novos livros para exercitar a mente e esteja com as pessoas que você ama para oxigenar o coração. Nunca é tarde para experimentar um hobby artístico, conhecer um novo restaurante ou tentar meditar cinco minutos por dia. Além dos benefícios físicos e psicológicos, experimentar coisas novas estimula a criatividade e te torna muito mais inspirado e produtivo.

02

Crie uma rotina saudável e equilibrada

A sua produtividade e o rendimento da sua empresa estão diretamente ligados a sua saúde física e mental.

Para um empreendedor, a sensação de ter vendas insuficientes, tarefas burocráticas infinitas e entregas pendentes é sempre um gatilho para criar jornadas de trabalho sem hora para acabar, acreditar que se deve estar sempre à disposição e, com isso, desequilibrar cada vez mais outros setores da sua vida – afinal, ela não é feita só de trabalho!

Assim, é fundamental criar uma rotina. Ela deve ser estrategicamente pensada para que você possa fazer seu expediente de acordo com a sua produtividade, mas consiga, também, ter horários completamente focados no seu bem-estar e na sua saúde.

Ser empreendedor não significa abrir mão de rotina, mas sim criar a que mais faz sentido para você. Planeje-se, organize-se, e cumpra sua jornada com presença e responsabilidade.

03

Fique de bem com o dinheiro

O dinheiro é um dos principais motivos de ansiedade entre os empreendedores. Isso porque ele é visto como objetivo final e principal da empresa e gera medos, inseguranças e dúvidas sobre o seu uso – investir, contratar, recompensar…?

Porém, na verdade, o dinheiro é apenas uma ferramenta de retribuição pelo trabalho que você faz com amor todos os dias. É uma troca de energia. E essa energia deve continuar girando depois que chega até você.

Por isso, é importante criar uma relação pacífica com o dinheiro. Planeje suas finanças, controle seus gastos e receitas com frequência e tenha sempre consciência do que entra e o que sai. Ao mesmo tempo, entenda seu valor, reavalie seus preços e traga abundância para o seu mindset. Todos nós temos acesso ilimitado a recursos financeiros!

04

Esteja aberto a crescer como pessoa


O maior ativo da sua empresa está bem na sua frente quando você se olha no espelho. Isso significa que todo o aprendizado que você deseja aplicar como empreendedor vai ter que, antes, ser absorvido por você como pessoa física.

As suas experiências, medos, erros e acertos são fundamentais para seu desenvolvimento pessoal, mas são, também, as etapas do crescimento de sua empresa.

Por isso, esteja aberto a tentar, mudar, arriscar e, mais do que tudo, tenha humildade e curiosidade para receber conselhos, novas visões e todas as fontes de conhecimento que estejam ao seu alcance. Eles serão muito úteis na sua jornada como pessoa, e certamente refletirão também na sua experiência como empreendedor.

05

Cerque-se das pessoas certas

Como dizem por aí: uma andorinha só não faz verão.

Embora sua empresa seja um reflexo da sua dedicação , você não está sozinho nessa. As pessoas ao seu redor refletem na forma em que você atua pessoal e profissionalmente todos os dias – elas podem influenciar muito nas suas opiniões, decisões e ações.

Sendo assim, procure estar sempre cercado das pessoas que você mais admira. Construa uma rede de apoio com as os seus maiores modelos pessoais e profissionais e conte com uma mentoria que divida os mesmos valores que você e a sua empresa. Criar uma comunidade e interagir ativamente com ela te ajudará a ter sempre novas ideias, novas perspectivas e, principalmente, bons contatos para quando precisar de suporte.
 

Quer saber mais dicas de ouro?

Baixe aqui o livro da ana, Empreender com Afeto, um Guia Prático para vender mais, viver melhor e criar uma vida plena.

 

compartilhe:


Entre na conversa!

Deixe seu comentário ▽

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *